Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

coitadinhodocrocodilo



Domingo, 02.12.12

B de bola

A aprendizagem do alfabeto é coisa de que raramente nos lembramos, mas deve ter sido muito excitante para nós. Para os nossos pais foi certamente motivo de muita risota.

Assim é cá em casa. Domingo, oito da manhã, pequeno almoço. Um dia excepcional principalmente porque a alvorada costuma ser às seis e a refeição às sete. Portanto, isto hoje só pode correr muito bem.

“Mãe e pai, vamos fazer um jogo de letras?”

Apetece-nos gritar: “Siiimmmmm! Era mesmo isso que nos apetecia. Levantarmo-nos num Domingo e vir para a cozinha fazer um jogo de letras!”

“Está bem, diz lá!”

“Vou começar então. B de….. BÊBADO!”

Mau! Bêbado? Mas qual é a criança que dá este exemplo?! B de BOLA, B de BALEIA. De BÊBADO?! Mas ninguém falou e ele sentiu-se ofendido: “Acertei não foi? Bêbado começa por B.”.

“Sim”, murmurámos, perdidos de riso. Desde que não se lembre de dizer isto na escola, por mim o B pode ser de bejeca, de bebedeira...

Continuámos. Letra M: M de Mico (o avô), de Miguel (o irmão). Disse eu: “Quando era pequena havia uns desenhos animados que contavam a história de um urso chamado Misha. Também começa por M”.

“Porque é que ele se chamava assim?!”

“Então, era o nome dele!”

“Mas porquê??? Ele mijava muito?”

Mau outra vez! “Não se diz isso, é fazer chichi!”

“Ó mãe, mas ele chama-se Mija”

“Não! MI-SHA!”

“Então mija-se!”

“Não, não! MI-SHA, MI-SHA”

“Está bem, pronto!”

Acabaram-se os jogos de letras ao pequeno almoço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por coitadinhodocrocodilo às 21:21

Domingo, 02.12.12

Dia não

Todos temos dias não, dias sim e dias de piloto automático. Aos fins-de-semana consigo passar por todas estas fases. Acordo em piloto automático, divirto-me numa manhã sim a brincar na praia e tenho picos de dia não, normalmente quando o meu filho conjuga o verbo birrar, inventado por ele e que lhe assenta que nem uma luva.

Ontem foi dia não, mas o motivo não foi a birra. Há dias assim. O bebé a dormir a sesta, o mais velho a ver televisão com o pai e eu uns minutos sózinha na casa-de-banho. Maravilhoso.

Saíam duas a duas, a deslizar mais depressa que um snowboarder no início da época. “Bolas, abri a torneira e não consigo desligá-la.”

Demorei 10 minutos a parar a enxurrada. Fiquei a observar uma das lágrimas que desceu até ao queixo. Prometi que seria a última.

Cheguei à sala e o meu filho gritou: “Mãe, queres ver os meus músculos?” Pus-me logo a rir. Consigo ir dos 0 aos 100 em 3 segundos. Melhor que um Panamera!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por coitadinhodocrocodilo às 20:50


Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031